Raplogia Entrevista: Evidence

Evidence+png
Depois de algumas semanas de espera, o primeiro entrevistado do Raplogia, é o grande MC californiano membro do Dilated Peoples, Evidence. É uma honra certamente entrevistar um de meus MCs favoritos, a entrevista foi feita mais com perguntas simples, sobre a vida e alguns trabalhos do MC, espero que gostem. E sim, podem esperar entrevistas com rappers gringos. Um salve para a Rhymesayers, gravadora de Evidence que disponibilizou a entrevista.

A legenda é simples, em negrito são as perguntas e ‘EV‘ são as respostas de Evidence.

1- Quem são suas influências? E como foi seu primeiro contato com o hip hop?

EV: Minhas principais influencias musicais, eram meus pais. Eles não tocavam, mas eram muito festeiros. Vendo como a música mantinha as pessoas tão vivas, é a primeira lembrança de que aquilo era o que eu amava.
Meu primeiro contato com o Hip Hop, foi vendo pessoas dançarem brake em Venice Beach ou no pier de Santa Mônica.
Dilated+Peoples+png
2- Dilated Peoples é um dos melhores grupos de rap que já ouvi, como foi a sua criação?

EV: Conheci Rakaa (Iriscience) no The Motor Yard no Oeste de LA, fazendo graffiti. Dois anos depois eu o vi na The Hip Hop Shop que ficava na Melrose Ave onde sempre tinha um microfone aberto, então começamos a rimar e decidimos que seria foda fazer uma demo. Eu tinha uma batida do QD3 que era meu vizinho e parecia um cara legal para trabalhar. Sempre soube que eu queria mais estar em um grupo do que ser um artista solo. Depois de alguns anos tentando construir um nome, fomos introduzidos ao DJ Lethal do House Of Pain. Ele gostou do que fazíamos e re-fez nossas demos. Conseguimos um contrato com a Immortal/Epic, mas a gravação nunca rolou. Chegamos ao ‘topo’ com o single 3rd Degree feat. Defari, e isso chamou a atenção do DJ Babu que trabalhava na Fat Beats e já tinha falado com Rakaa… Ele que levou isso a atenção das grandes gravadoras, assinamos com a Capiton em 2000.

3- Você fez um show no Brasil ano passado com o Dilated. Como foi o concerto? e como foi estar no Brasil pela primeira vez?

EV:Foi incrível. A energia foi perfeita. Meio difícil de descrever, você tinha que estar lá. Mais de 2.000 estavam presentes.

4- Você tem algum contato com a música brasileira? Se sim, quais são seus artistas favoritos?

EV: Eu conheci diferentes coisas de tanto ‘garimpar’ durante todos esses anos. Mas correndo o risco de soar ignorante, eu posso dizer que o som, o sabor e as cores do Brasil então em mim depois da viagem a São Paulo.

5- Semana passada, achei o clipe do The Whooliganz. Você aparece no começo. Agora, você tem o projeto Step Brothers com The Alchemist que ainda não tem data anunciada. Eu me pergunto, qual sua relação com Alan?

EV: Ele provavelmente é meu melhor amigo. Acho que fizemos música boa por causa de nossa amizade. Não me sinto forçado. Não vou prometer nenhuma data de lançamento de novo. Vai sair quando nos sentirmos preparados e tivermos tempo reservado para promover.

6- Cats & Dogs sai em Setembro, e tem uma faixa com a produção de Preemo, certo? Como foi gravar com tal lendário produtor.

EV: Incrível. Ele é o número um.
Uma batida do DJ Premier é uma versão evoluída do que os djs faziam quando o hip hop estava sendo criado. É tão verdadeira quanto ele pode chegar estou honrado de tê-lo e meu disco.

7- E sobre o álbum? Você achava que ficará ótimo como o The Weatherman LP? Pode nos dar detalhes?

EV: Isso será as pessoas que decidirão. Fiz do mesmo modelo que fiz o The Weatherman Lp, mas não é uma sequência. Para mim, é coerente com o The Weatherman Lp & The Layover Ep.

8- O que você acha da nova escola do hip hop? Li em seu twitter algo que eu concordo, ‘99% dos novos rappers soam como o Kanye West.’ Você tem algum MC favorito dessa nova safra?

EV: Kanye realmente influenciou toda a geração. Acho fantástico. Isso não foi uma indireta a alguém, foi uma observação.

9- E falando em Kanye West… em 2004, o Dilated gravou uma faixa com ele. Você pode nos contar qual é a história da faixa?

EV: Foi uma experiência que eu não tomaria de volta para qualquer quantidade de qualquer coisa. Aquele foi um grande aprendizado para mim e meu grupo. Eu tomei coisas que aprendi naquelas sessões (This Way & Last Call) que eu aplico no meu trabalho hoje. Kanye é inspirador estou muito contente de fazer parte da timeline de sucesso dele. Ele já sabia que ia longe naquela época.

10- Para finalizar, algo que todo fã do Dilated quer saber. Alguma chance de mais um álbum do grupo?

EV: Directors Of Photography é o nome. Estamos começando agora.

Obrigado Evidence, se você quiser deixe uma mensagem aos fãs brasileiros.

EV: Mal posso esperar para voltar!

14 Respostas para “Raplogia Entrevista: Evidence

  1. Dilated é trilha sonora na vida de muito maluco por ae, como eu. rs
    Ótima matéria! Mostrando que quem pensa grande, faz grande..

  2. assisti o Dilated, depois deles vi Cypress Hill, MEthod Man e REdman, Public Enemy (+ foda do black na cena pra mim), mas confesso…

    aquele show do Dilated teve uma energia infinitamente superior a esses…

  3. Pingback: Review: Evidence – Cats & Dogs « Raplogia·

  4. Pingback: Raplogia entrevista: Nitty Scott, MC « Raplogia·

  5. Pingback: Top 10 dos Autores: Joe – Raplogia·

  6. Pingback: Confira o novo som de Evidence, “Throw It All Away” | Raplogia·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s