Raplogia Entrevista: Nitty Scott, MC

E o Raplogia começa 2012 a topo vapor. Hoje, trazemos uma entrevista com um novo talento do rap nos Estados Unidos, Nitty Scott, MC. A MC que muitos devem conhecer do cypher do BET Hip Hop Awards ’11 falou com a gente sobre sua vida, influencias, projetos e o cenário do rap. Para quem acompanha o blog, sabe que está é a nossa segunda entrevista, a primeira foi com o Evidence do Dilated Peoples. Além desta entrevista com Nitty Scott, MC, estamos preparando outras para nossos visitantes, é esperar para ver o que irá acontecer. Para quem quer conhecer o trabalho dela, leia o review do blog sobre a mixtape Doobies x Popsicle Sticks.

Jhonatan “Joe” Rodrigues.

Primeiro, quero que você se apresente, você sabe, seu nome, de onde vem…

Meu nome é Nitty Scott, MC, e por favor usem o MC! Nasci em Grand Rapids, Michigan e fui criada em Central Florida. Aos 17 eu frequentava uma escola de arte como uma criativa escritora até deixar isso e ir para NYC para prosseguir com minha música. Eu só estou aqui para ser a mudança que eu gostaria de ver no hip-hop, e para representar um tipo diferente de mulher para a minha geração.

Nitty, qual foi seu primeiro contato com o rap, e quais são suas influencias? E seus músicos favoritos?

Eu diria que meu primeiro contato com o rap foi ouvindo os sons que meu pai botava em casa, ou no carro. Eu ouvia The Fugees, 2Pac e um monte de hip hop dos anos 90. Mas a música que ficou comigo foram os clássicos que ele botava no vinil: Bob Marley and The Wailers, Sam Cooke, Earth, Wind & Fire. Ele sempre era tipo, ‘você sabe o que é isso? É melhor você sabe quem é esse?’ ele sempre ficava me perguntando e coisas do tipo. Hoje, eu diria que alguns dos meus músicos favoritos incluem A Tribe Called Quest, Gil-Scott Heron, Slum Village e India.Arie.

Eu acho que você é uma das melhores MCs femininas que apareceram nos últimos 5 anos. Você tem rimas inteligentes, e eu aprecio isso. Fico me perguntando, onde você arranja inspiração?

Obrigado! Minha inspiração vem da condição humana. O bonito, o doloroso, o feio. A arte é apenas um reflexo de todas as coisas que experimentamos enquanto estamos aqui. Eu realmente só quero ser parte da história do meu povo, e tentar contribuir para a humanidade da melhor maneira que eu sei – e isso é fazendo música.

Existe muito hype em alguns MCs da nova escola, e as vezes esse hype é errado. Como você saí desse hype?

Faço o que posso para controlar meu hype. E por isso, quero dizer que eu mantenho meu foco no meu talento e nada mais. Percebo que poderia fazer muitas coisas para me tornar mais popular – escolhendo ter uma treta, namorar alguém famoso, vazar fotos, vestir algo ridículo, falar de alguém – todos os típicos de publicidade que eu apenas fico longe. Ninguém pode falar que eu não faço isso estritamente nas rimas.

Você acabou de lançar a Doobies x Popsicle Sticks, você já pensa em algum projeto?

É claro! Eu já estou tirando do forno algo para minha ‘Boombox Family’. Os fãs podem esperar meu EP de estréia, The Boombox Diaries Vol. I em 2012 assim como colaborações e mixtapes.

Você pode fazer um Top 5 de álbuns que saíram este ano (2011)?

Hmm. Sem ordem específica, aqui vai:
1. Action Bronson – Dr. Lecter
2. Kendrick Lamar – Section.80
3. Ab-Soul – Long-Term Mentality
4. Big K.R.I.T. – Return of 4eva
5. Jhene Aiko – Sailing Souls

Agora, quais são seus discos favoritos?

Eu sempre amei o Food and Liquor do Lupe Fiasco. O Graduation do Kanye West. O Hybrid Theory do Linkin Park. O Under Construction da Missy Elliott e o Back to Black da Amy Whinehouse, esta não é minha lista dos melhores de todos os tempos, mas essa foi minha trilha no ensino médio.

Em sua página do Facebook, eu vi ‘Carandiru’ e ‘Cidade De Deus’ como dois de seus filmes favoritos. Eu, como brasileiro preciso perguntar: o que você acha sobre estas duas obras de arte do cinema brasileiro?

Eu definitivamente tenho algo por dramas estrangeiros e independentes, mas estes dois filmes são tão fodas em vários jeitos. A qualidade em que eles filmaram, as histórias loucas, o diálogo e a representação de uma cultura que eu não estava familiarizada, acabei realmente me fascinando e nunca me deixou a mesma. Eles não são polidos, ou hollywoodescos e isso é o que para mim deixa eles tão loucos, mas cheio de valor artístico e cultural.

E sobre a nova escola? Você tem algum MC favorito?

Eu sou uma grande fã do movimento Black Hippy e toda a união e diversidade da nova costa oeste em geral. Eu curto bastante The Kid Daytona e o Homeboy Sandman, também.

Você apareceu em um cypher do BET Hip Hop Awards de 2011. Como foi quando você foi escolhida? Conte-nos a história.

Bem, foi inesperado mas eu fiquei bastante orgulhosa da BET por escolher uma artista de raízes, eu e minha Boombox Family fizemos bastante barulho. Minha presença quebrou barreiras para a cena indie, para as MCs, e para os jovens. Me senti como uma líder cumprindo meu propósito como nunca antes.

Aqui termina a nossa entrevista com Nitty Scott, MC. Abaixo ela será postada em inglês.

To y’all american visitors the interview going to be posted in english. That’s the second Raplogia’s interview. In September, we made an interview with the Dilated Peoples MC, Evidence. Check it out!


First, I want you to introduce yourself, you know, your name, where you come from…

The name is Nitty Scott, MC, and please say the MC! I was born in Grand Rapids, Michigan and raised in Central Florida. At 17, I was attending an art school as a creative writing major before I left to NYC to pursue my music. I’m just here to be the change I’d like to see in hip-hop, and to represent a different type of woman for my generation.

– Nitty, when was your first contact with rap music, and who are your influences? and your favorite musicians?

I would say my first contact with rap music was listening to sounds my dad would play around the house, or in the car.
I heard The Fugees, 2Pac, a lot of 90’s hip-hop. But the music that stayed with me the most were the classics he’d play on vinyl:
Bob Marley and The Wailers, Sam Cooke, Earth, Wind & Fire. He’d always be like, “Do you know who this is? You better know who this is,” quizzing me and stuff. Today, I’d say some of my favorite musicians include A Tribe Called Quest, Gil-Scott Heron, Slum Village and India.Arie.

– I think that you are one of the best females MC’s of the last 5 years, you got smart rhymes and I appreciate that. So, I wonder, where you find inspiration?

Thank you! My inspiration is really just the human condition. The beautiful, the painful, the ugly. Art is just a reflection of all of the things we experience while we’re here. I really just want to be apart of my people’s history, and try to contribute to humanity the best way I know how to connect–and that’s creating music.

– We get much hype on some new school MC’s, and sometimes, this hype is wrong. How do you escape from this?

I mean, I just do what I can to control my own hype. And by that, I mean that I keep my focus on my artistry and nothing else. I realize that there are many things I could do to make myself more “popular”–picking a rap beef, dating someone famous, leaking photos, wearing something ridiculous, namedropping–all types of publicity tactics that I just stay away from. No one can say that I don’t make it strictly about bars.

– You just dropped this new mixtape, Doobies x Popsicle Sticks , you already thinkin’ another project?

Of course! I’m always in the kitchen cookin’ somethin’ for my Boombox Family. The fans can expect my debut EP, “The Boombox Diaries Vol. I” in 2012, as well as other features and mixtapes.

– Can you make a top 5, of albums that was released this year (2011)?

Hmm. In no specific order, here we go:
1. Action Bronson – Dr. Lecter
2. Kendrick Lamar – Section.80
3. Ab-Soul – Long-Term Mentality
4. Big K.R.I.T. – Return of 4eva
5. Jhene Aiko – Sailing Souls

– Now, what are your favorite albums?

I always loved Lupe Fiasco’s “Food and Liquor”, Kanye West’s “Graduation”, Linkin Park’s “Hybrid Theory”, Missy Elliott’s “Under Construction” and Amy Winehouse’s “Back To Black”; they’re not necessarily my “of all time” list, but that was my total high school soundtrack.

In your Facebook page, I saw ‘Carandiru’ and ‘City Of God’ as some of your favorites movies. Me, as a Brazilian need to ask: what do you think about these two masterpieces of Brazilian cinema?

– I definitely have a thing for foreign and independent dramas, but those two films are dope in so many ways. The quality in which they’re shot, the crazy storylines, the dialogue, and the depiction of a culture that I wasn’t familiar with really just fascinated me and never left me the same. They’re not polished, Hollywood-esque movies and for me, that makes them not just refreshing, but full of artistic and educational value, as well.

– And what about new school? You got any favorite MC?

I’m a big fan of the whole Black Hippy movement, and the unity and diversity of the new west coast in general. I bump The Kid Daytona and Homeboy Sandman, too.

– You appear in one cypher of this year’s BET Hip Hop Awards. What did you feel when you were chosen? Tell us the history.

Well, it was definitely unexpected, but I was just really proud of the BET network for taking notice of a grassroots artist, and my Boombox Family for making enough noise to get me on such a big platform. My presence broke barriers for the indie scene, for females in hip-hop, and for members of the youth. I just felt like a leader, fulfilling my purpose like never before.

Thanks to y’all. Follow Raplogia on twitter:
https://twitter.com/#!/Raplogia

Peace.

5 Respostas para “Raplogia Entrevista: Nitty Scott, MC

  1. Pingback: O vídeo de “Hola” traz o trio latino No Panty pelas quebradas de NYC – Raplogia·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s