Who Killed Who? Fat Joe – John Blaze (Feat. Big Punisher, Jadakiss, Nas & Raekwon)

john-blaze2

Posse cuts são faixas com uma maior quantidade de artistas colaborando, era comum em faixas para soundtracks de filmes, outras faixas trazendo o grupo próximo ao rapper principal da faixa, era comum nos anos noventa e ainda é comum no cenário underground do Hip Hop.

Na história do Rap, temos uma grande quantidade de históricas possecuts. Uma delas é bastante subestimada pelo público, John Blaze de Fat Joe. Parte do clássico disco Don Cartagena (1998), a faixa sucedeu o período underground do rapper do Bronx e está exatamente no meio da fase que alavancou ele para o cenário mainstream junto aos seus parceiros da Terror Squad, e principalmente Big Pun. Nessa faixa, temos a colaboração de grandes nomes como Nas, Raekwon, Jadakiss, e Big Pun. Nos scratches do refrão, um sample de Method Man. Podemos considerar esse o Dream Team nova-iorquno do final daquela década cheia de perdas fatais para o Rap – de 1996 a 1999, faleceram os rappers Tupac Shakur (East Harlem), Notorious B.I.G. (Brooklyn) e Big L (Harlem).

f5c1dde7c10db5efcf281667957c213d.953x953x1

Don Cartagena é um dos melhores projetos de Fat Joe. Após o sucesso de Capital Punishment de Big Pun, o rapper foi obrigado a usar um grande orçamento em seu álbum para não ficar para trás.

John Blaze é uma das minhas favoritas de todos os tempos. O nome se trata de uma gíria que significa nada mais do que ser “quente”, sendo que a inspiração para o título/gíria vem do personagem Johnny Blaze, o Motoqueiro Fantasma. Nos quadrinhos, Blaze é um motoqueiro que, ao aceitar um pacto, anda com sua motocicleta pegando fogo pelas ruas para combater o crime. Voltar com o Who Killed Who? Com essa faixa é um grande desafio, afinal, passar todos os pontos e descobrir quem realmente matou a faixa é uma tarefa e tanto.

São cinco rappers: Fat Joe, Nas, Big Pun, Jadakiss e Raekwon. Cinco contenders no rap novaiorquino daquela época. Nas dispensa palavras, o mesmo para Raekwon, que estava “pegando fogo” com o Wu-Tang na época. Jadakiss sofreu com a morte de Biggie, mas o seu grupo, The Lox, tinha grande respeito nas ruas da cidade e teve um consistente número de vendas durante a carreira. Big Pun era um mestre em ascenção. O rapper que faleceria três anos depois deixou em sua curta carreira uma infinidade de versos pesados, assim como os que estão presentes nessa faixa. Fat Joe na época, era bastante respeitado por ter uma consistente carreira com discos como Jealous One’s Envy e ser um membro do lendário grupo D.I.T.C. Acontece que analisar o verso de Joey nessa faixa é difícil por uma simples questão: nunca foi confirmado que ele escreveu o verso, que sempre é creditado a Big Pun. O verso é icônico, virou até cortes nas mãos de DJ Premier em uma faixa para Mos Def (na faixa Mathematics, 1999).

Análise dos versos

Nas puxa a frente da música, rimando o primeiro verso. A Complex citou o verso do rapper nessa faixa como um dos seus 25 melhores versos, ou seja, ponto para Nasir.

My stripes show like regiments, military intelligence
Murder game, I leave no evidence — credentials
Go ask my pre-school, even talk to my old principal
He’d tell you how you I used to pack a No. 2 pencil
Stabbing students, grabbing teachers, Catholics, preachers
In the school staircase, cutting class, passing my reefer
In my own class, operation return, they tried to say
I was incompetent, not able to learn
The table turned now, got my own label I earn
Like that nigga said in “Dead Presidents”, money to burn
Queensbridge, pay homage respect, Nas is the vet
Acknowledge the rep, polish baguettes, niggas is this and that
I’m just the best, putting all violence to rest
Between Latin Kings the bloods los sangres, blood in Spanish
So many thugs vanish, unite the system
To fight with inner street wisdom, to help teach a prison

O verso é bem feroz. “Go ask my pre-school, even talk to my old principal/He’d tell you how you I used to pack a No. 2 pencil/Stabbing students, grabbing teachers, Catholics, preachers,” é uma agressiva punchline. Seguindo a linha em storyline, Nas conta sua relação com a violência. Além da agressividade e referências ao estilo mafioso, ele busca inspiração em filmes como Dead Presidents e se impõe perante gangues latinas. Classe.

O segundo verso é do mestre do flow, Big Pun. Jovem no cenário, o rapper não se intimidou com alguns grandes emcees por perto, garantindo um dos melhores versos da faixa, usando de muitas técnicas líricas.

My crew puff lye, anyone test the Pun must die
Just give me one try
Now you know you done fucked up right
Hah, you ain’t got no wins in mi casa
Que te pasa, you ain’t even in my clasa
I hate an actor that plays a rapper
I’m Terror Squad beta kappa everybody’s favorite rapper
Grand imperial, college material, insane criminal
The same nigga who known to blow out your brain mineral
I reign subliminal inside your visual
Try to supply your physical with my spiritual side of this lyrical
I’ll appear in your dreams, like Freddie do, no kidding you
Even if I stuttered I would still sh-sh-sh-shit on you
Soon as I chitter chatter your shit’ll shatter
I’m the kid out of Bronx, that’ll stomp you to death like it didn’t matter
I’m even better than before, iller metaphors
Killers bet it all on Pun, cause one verse, dead em all

As rimas feitas em polissílabas por Pun, mataram o verso. “I reign su-bli-mi-nal inside your vi-su-al/Try to supply your phy-si-cal with my spi-ri-tu-al side of this ly-ri-cal,” a estrutura dessa linha influenciou a forma de rimas de inúmeros rappers que viriam no futuro – e é claro que na época, ela não era exclusividade de Punisher. Na música, ela é um dos destaques, deixando claro que esse é com certeza um dos melhores versos dentro de John Blaze.

90sRap_rare

Squad.

Jadakiss tem um verso mais raso tecnicamente nessa faixa, porém isso não faz dele um verso ruim. Jada’ incorpora o maior estilo mafioso rap na faixa, sendo o rapper que melhor explora esse lado da faixa – se fomos analisar o conceito da faixa. Os outros artistas fazem da faixa uma batalha lírica e de suas técnicas, Jadakiss prefere demonstrar menos esse estilo mais complexo de escrita.

Aiyyo my attitude is subject to change
I mess around and spit twelve at the driver’s side door of your Range
Six hit you, the other six, up in your dame
Mafia style, leave you with your watch and your chains
Take heed that, not only can I flow I can aim
Cause y’all misdemeanor niggas can’t stand the reign
Better believe that, whenever I see y’all I’ma test ya
Only cause I know that faggots respect pressure
Hardcore, like shit you get, kicked out the yard for
Kiss ain’t the cops, but I lock niggas up
You could meet me in my cell, I soap and sock niggas up
Far as the flow go, you could let your dough show
Put your money on the table, we could battle on cable
Y’all hot dog niggas get nathans
Fuck around with Jason, that shorty from The Lox, John Blazin

Na primeira parte em negrito, Jadakiss parece narrar um violento episódio de Sopranos ou um filme de gangster de Martin Scorsese. No quesito agressividade, esse verso é melhor que os dois anteriores..

My son cool out (what) don’t beef yo, throw the tool out
Let’s run these niggas, kidnap they work, make em move out
Crushed hash, hands is like glass, keep the heat
In the dash, did some dirt for some work, caught a gash
The flicker blocker, wicked sneaker rocker footwear
Strike me out God, stacking up joints, rack em like Footlocker
This is raw, raw like fuck kid, represent
Here to Crenshaw
Hold my words stronger than a Benz stall
Relentless, the anthology consolidated
With the quickness, dress up in the wig and blouse, killer sickness
Lex, imagination large, gold cards
Beat the bogus squad brains that connect put on the Older God
Specialist, iciclist, Woolrich collar
Feeling the rich, work for every dollar don’t snitch, that’s why
Broke niggas who got heart God, sign ‘em up
Start the wind up, we John Blazin
Don up in the line up

Raekwon une vários elementos dos versos anteriores. O artista do Wu-Tang, na época, era um dos mais quentes do cenário. Ele havia conseguido um grande status com OB4CL, e seu disco prestes a ser lançado na época, Immobilarity, tinha tudo para ser um baita disco – tinha, não foi, mas isso é papo para outro dia. Chef consegue englobar a atmosfera hardcore do Wu-Tang com o mafioso rap, e nos dá um grande verso.

40+Years+Since+Birth+Pun+kH2mGFa1tYwl

O final dos anos 90 ficaram marcados pela a era dos “shiny suits” e pela presença de Fat Joe e Big Pun nas premiações.

Fat Joe traz um ótimo verso, o qual não sabemos se foi realmente ele que escreveu. Ele abre a sua parte com a forte linha: “It’s simple mathematics, you gotta love us/Cause Joey Crack plus gat equals a lotta dead motherfuckers,” marcando o espaço na faixa. A primeira frase da linha virou scratch clássico nas mãos de Preemo.

It’s simple mathematics, you gotta love us
Cause Joey Crack plus gat equals a lotta dead motherfuckers
Just when you thought I was done, I recruited Pun
Terror Squad Enterprise, undisputed Dunn
I’m from the slums where it’s worse, bust with guns til it hurts
For fucking with my funds on the first
And go to church like a mobster
Discuss your death over shrimp and lobster
With my Cuban partners
Lucas with the cartridge, twenty shot
Run up on any block, disrespect any cop
Used to run many spots, now I own shops
Gortex with the lot, five sixty-four bills a pop
I’m hot, who wanna get burned
I fire one in your knot and watch your whole fuckin’ head turn
You best learn to parley, I’ve had a hard day
Fuck around with the Don and get John Blazed

É um verso mais tranqüilo que os outros, agressivo, mas não chega perto do verso de Raekwon ou Nas nesse quesito. Mas é um verso que soa bem, e tem o estilo de Big Pun  – o que deixa mais suspeitas do ghostwriting. Rimas polissilábicas estão presentes no verso que é extremamente diferente do trabalho anterior de Joey.

O veredicto

É evidente que, em John Blaze, cada rapper tenta se sobressair ao outro, o que é bom para nós, afinal, maior qualidade lírica e técnica nos Raps é sempre bem-vinda. Nas e Big Pun se mostram com os melhores versos, vocabulários e referências extensas. Raekwon corre perto dos dois, porém, visou mais a agressividade das letras do que a construção das mesmas.

As melhores linhas da faixa: “I reign subliminal inside your visual/Try to supply your physical with my spiritual side of this lyrical.” – Big Pun

“Go ask my pre-school, even talk to my old principal/He’d tell you how you I used to pack a No. 2 pencil.” – Nas

Quem matou a faixa: Big Pun

3 Respostas para “Who Killed Who? Fat Joe – John Blaze (Feat. Big Punisher, Jadakiss, Nas & Raekwon)

  1. Um clássico do rap esse som !! Tenho minhas duvidas tbm do verso do joe, acho q foi o pun q escreveu, assim como grande parte do clássico disco do joey crack don cartegna pun parece ter ajudado em muito nas rimas. Nesse som em particular dúvidas nenhuma em quem teve o melhor verso, big pun kill that shit ! É incrível q mesmo com nas na faixa o big pun ganha fácil dele na rima, incrível! Isso só mostra do gênio que ele era, the best the touch the mic! Essa música Eh o verdadeiro hip hop de conpeticao e mantendo a raiz do rap, saudades desses anos 90, e principalmente do big pun que foi e é o melhor rapper de New york de todos os tempos!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s