O Amadurecimento De ‘Tyler, The Creator’ E Sua Importância Para O Hip Hop

tumblr_nvvoigZavk1tm50y3o4_1280

“Tem quantos líderes na casa?
Alguém poderia trazer os espelhos pra fora? Eu tô me sentindo sozinho
Likes, pedidos de desculpa e snapchats deixam óbvio
Que em todo mundo na porra desse planeta falta confiança.”

É assim que Tyler, The Creator inicia o segundo verso da sua música Buffalo – presente no disco lançado esse ano – Cherry Bomb. As linhas acima são uma clara mensagem de que o rapper se sente sozinho, liderando a própria vida e sendo ele mesmo em um mundo em que as pessoas cada vez mais não tem a confiança necessária para serem si mesmas e precisam de gratificações instantâneas, como curtidas ou views no Snapchat.

Em janeiro desse ano, meses antes do lançamento do seu quarto albúm de estúdio, Cherry Bomb, Tyler escreveu um monólogo em sua página no Facebook, no qual dizia algumas coisas, entre elas:

“Parem de ficar assustados e com negatividade, e comecem a acreditar em si, e parem de viver para todos esses outros idiotas malditos.”

“Alguns de vocês não gostam de si. Alguns de vocês não estão confortáveis consigo. Isso é triste pra caralho. Parem com essa merda.”

Basicamente, Tyler diz que acredita em si mesmo e em sua própria capacidade, e quer que você faça o mesmo: acredite em você.

Hoje, Tyler, the Creator “achou suas asas” e está voando: ele dirige os próprios clipes, desenha suas próprias roupas e, amanhã, dia 14 de novembro, acontece o terceiro Camp Flog Gnaw Carnival, um festival de música criado pelo rapper.

A grande questão é que: o discurso de hoje é bem diferente do discurso negativo e depressivo que vemos por exemplo há 5 anos atrás, em Bastard. O nome disso? Amadurecimento.

O primeiro passo para entender como o amadurecimento e a carreira de Tyler importa para o HIP HOP é compreender o propósito das suas músicas pré-Cherry Bomb. As músicas do rapper não narram o mundo real, é fato que ele nunca teria coragem de fazer nada do que fala em Tron Cat, ou Radicals, entre outras músicas. A grande questão é que as fantasias de Tyler são importantes.

Toda arte é uma resposta para outra que veio antes. “Yonkers”, assim como a maioria dos trabalhos de Tyler, devia ser escutada como uma sátira ao mundo do rap. Uma sátira depende de um entendimento de cultura compartilhado e de expectativas culturais. É um tipo de arte que viola ou ataca essas expectativas.

O mundo psicótico que Tyler cria – e nossa reação a ele – expõe a relação doentia que o rap tem com a misoginia: nós crescemos acostumados a ver objetificação sexual e machismo todo dia, e o fato de Tyler ser banido do Reino Unido (entre outros países) prova uma forte resistência em tolerar coisas absurdas que são claramente fantasiosas. Ou será que não são? Ele provoca essa conversa.

No contexto do HIP HOP (um dos últimos pilares da cultura pop claramente homofóbico) Tyler chama pessoas de “viados” em uma linha, e na seguinte fala sobre dançar: “Eu não sou gay, eu só quero poder dançar um pouco de Marvin.”

tumblr_mpp1r8lUqb1s70w2zo1_500No mundo do HIP HOP onde você não pode demonstrar fraquezas, onde você tem que ser sempre o mano de cara fechada, Tyler faz um albúm inteiro baseado em conversas com seu terapeuta, falando sobre suas emoções.

Tyler, the Creator não é só diferente apenas por ser diferente. Ele não só foge dos padrões e convenções do RAP, ele os ataca, os desestabiliza, e oferece algo novo em um espaço de descontrução. Tudo isso importa.

Eu, particularmente, fico muito feliz que o rapper tenha superado essa fase depressiva e triste, muito presente em Bastard e Goblin, e amadurecido suas idéias pessoais. Inclusive, penso que Cherry Bomb é de longe seu melhor albúm, em termos de letras, produção e tudo o mais. Porém, é válido saber de onde ele veio, o porque sua arte é tão importante e como ele se tornou essa pessoa inspiradora.

Acredite no seu potencial e seja você mesmo. Ache suas asas.

Uma resposta para “O Amadurecimento De ‘Tyler, The Creator’ E Sua Importância Para O Hip Hop

  1. De fato, Tyler teve um amadurecimento fudido, e o cherry bomb está otimo. Interessante na introdução do clipe “find your wings” é que ele falo sobre tentarem prender ele na caixa no rap, mas que ele não se deixaria prender, pois ele ama a musica, foda!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s