Dose Semanal: Magus Operandi – Parteum

O Dose Semanal nunca teve o intuito de ser um texto de análise de discos. Se vocês perceberem, são opiniões pouco técnicas e muito pessoais sobre coisas que eu escuto e gosto. Isso me dá a liberdade de falar sobre trabalhos como esse do Parteum. A mixtape Magus Operandi.

Seguindo seu inconfundível estilo de raciocínio quebrado, rimas livres e idéias que duram mais do que duas linhas, Parteum lançou em 2009 a sua sexta Mixtape. E a criatura fez jus ao legado do criador. Esse foi o trampo que me fez perceber que a beleza da arte não está sempre no que entendemos dela. As vezes se esconde simplesmente no que ela nos faz sentir.

De letras como a de “Bagunça das Gavetas” a instrumentais autossuficientes como “Mwendeleo” a gente percebe a genialidade e o alcance do trabalho do Parteum. Não pule músicas e desligue o random. Veja um filme com poesia, “instrumentais de classe”, diálogos desconstruídos e videogames. Tudo nessa Mixtape conta uma história, provável que não seja a mesma para cada pessoa que escuta, mas conta alguma.

“Tudo é pessoal, me leve a mal, entenda o ciclo que começa toda vez que lanço mixtapes novas…”

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s