Raplogia Awards: Os 10 melhores sons internacionais de 2015

O Raplogia também celebra os melhores singles do ano. Juntamos dez das faixas de mais importância e qualidade no cenário internacional. A lista mostra um baita ano para o Rap.

10. Big Sean – Blessings (Feat. Kanye West & Drake)

O projeto de Sean foi muito bem recebido pelo público, e um dos sons responsáveis por isso foi Blessings, que atingiu grandes posições nos charts e caiu nas graças dos críticos. Produzida por Vinylz, a musica tem versos dos três artistas.

9. Post Malone – White Iverson

Sucesso na internet, a música não poderia ficar de fora do Top 10. Produzida por FKi Music, a faixa do jovem rapper Post Malone traz um refrão grudante e letras descontraídas. A influência de rappers como Future é notável no vocal e no estilo da faixa.

8. A$AP Rocky – L$D

Amor, sexo  e sonhos são o que conceituam a faixa L$D, segundo single do disco A.L.L.A. Psicodélica ao extremo, a faixa traz um tom bem diferente do que Rocky já havia feito, e retrata muito bem um período da vida dele. A produção é de Jim Jonsin, Héctor el Father e Finatik N Zac.

7. Future – March Madness

A evolução do rapper Future desde que lançou o som Tony Montana é notável. March Madness é um exemplo disso, a música mostra uma mensagem social por trás de todas as referências a carros, jóias e drogas. Future foi um dos artistas do ano, e 2016 promete bastante para ele.

6. Jamie xx – I Know There’s Gonna Be (Good Times) (Feat. Young Thug e Popcaan)

 

Com samples retirados da música Good Times do grupo The Persuasions, o single Good Times do produtor britânico Jamie xx é um dancehall misturado com funky e hip hop com a participação de Young Thug e o cantor jamaicano, Popcaan, conhecido pelas participações em projetos de Pusha T. Parte do disco In Colour, o a música traz uma animada e interessante vibe.

5. Travi$ Scott – Antidote

Segundo single do disco Rodeo, Antidote é produzida por Wondagurl e Eestbound é foi uma das responsáveis do disco de Scott se dar bem nos charts. A música é bem típica do artista, usando de sintetizadores e uma influência grande do trap.

4. Joey Bada$$ – Like Me (Feat. BJ the Chicago Kid)

Com o seu debute de estúdio B4.DA.$$ agradando o público com sua consistência, o rapper Joey Bada$$ traz um importante single seguindo a linha de Alright, de Kendrick Lamar. Notável a continuidade da violência policial contra a comunidade negra, Like Me soa como uma porta-voz da juventude que está cansada do preconceito.  No seu vídeo, podemos notar a recriação dos últimos momentos de vida de Mike Brown e Trayvon Martin, vítimas dessa estatística.

A produção de Like Me é de J Dilla, com mudanças no instrumental feitas pelo grupo The Roots.

3. Jay Rock – Vice City (Feat. Black Hippy)

O frenesi pela faixa de Jay Rock se dá pela rara união dos quatro artistas da TDE que formam o coletivo Black Hippy. Sendo que nunca teremos um disco do grupo, essas reuniões são extremamente bem recebidas e com razão. Vice City não peca em nos trazer versos interessantíssimos de ScHoolboy Q, Ab-Soul, Jay Rock, e é claro, Kendrick Lamar. A produção da faixa é de Cardo.

2. Kendrick Lamar – Alright

Hino dos protestos contra violência policial que assolou o Estados Unidos no ano de 2015, a faixa Alright tem tudo o que o disco To Pimp A Butterfly quer passar: boa produção e todo o cunho social do projeto. Produzida por Pharrell Williams junto a Sounwave, que faz os famosos vocais do refrão, a música traz uma produção original com apenas um diálogo do filme A Cor Púrpura em seu início, e nada de sample.

1. Drake – Hotline Bling

Lançada no meio do ano pelo OVO Show, programa da marca de Drake na Beats 1 Radio, a música caiu nas graças do público sem nem ter uma versão CDQ. A explosão ocorreu após o lançamento do vídeo, em Novembro, que trouxe a faixa retrabalhada e em boa qualidade.

Produzida pelo freqüente colaborador de Drake, Nineteen85, a faixa conta a relação do rapper com uma ex-namorada. Hotline Bling se tornou um fenômeno na crítica e público – e nos tweets aleatórios com seus versos para ex-namoradas.

9 Respostas para “Raplogia Awards: Os 10 melhores sons internacionais de 2015

  1. fazer minha lista aqui na humilde,sei que tem outras músicas com mais conteúdo e tal,mas é uma lista de singles né então desculpa qualquer coisa haha.

    10-With That-Young Thug (sorry mas essa música é foda)
    9-Codeine Crazy-Future (DJ Esco Moe City the coolest dj on the muthafuckin planet)
    8-Know Yourself-Drake (não sei se ele escolheu como single oficialmente,mas foi o single da tape sem dúvida)
    7-L$D-Asap Rocky
    6-Antídote-Travis Scott
    5-Blessings-Big Sean
    4-My Way-Fetty Wap (tive que colocar não teve jeito)
    3-Hotline Bling-Drake (não sou dos mais viciados nessa música,mas fez um barulho inegável)
    2-Alright-Kendrick Lamar (hino)
    1-March Madness-Future (beat fucking awesome,cadência perfeita,vicia demais)

  2. Pingback: Resumão: Os melhores de 2015 | Raplogia·

    • Oi, Mylena! Nossa equipe escolheu a lista, e tiveram algumas mulheres, porém elas acabaram não fechando no critério dos votos. A M.I.A. por exemplo, fechou com um ponto a menos da décima colocada. Claro que, tiveram outras mulheres de presença no hip-hop durante o ano, mas o principal motivo foi o critério das listas.

      O Raplogia apoia e muito a voz feminina na cultura, tanto que, este ano entrevistamos Lurdez da Luz e Yzalú, e o assunto já está em pauta para matérias neste ano, assim como a homofobia no hip-hop.

  3. Pingback: Ouça em primeira mão a nova faixa de Marcão Baixada, “Águas de Março” – Raplogia·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s