Keep Ya Ears Up: Best of 1990

Após duas coletâneas que tentaram resumir o que rolou de mais importante no rap norte-americano dos anos 80 (Parte 1 e Parte 2), chegou a vez de focar no próximo decênio. A quantidade de lançamentos é tanta na década de 90, que decidimos elaborar compilações ano a ano. Em 1990 ainda estamos vivendo a Golden Age, a era dourada do Hip-Hop, e as vinte músicas escolhidas representam bem o quanto esse ano foi incrível.

Confiram a tracklist com comentários:

01 – Public Enemy – Welcome to the Terrordome

Chuck D e sua turma lançaram em 1990 o terceiro disco do Public Enemy, “Fear of a Black Planet”. Há quem considere este o melhor álbum de rap de todos os tempos. É político, afrocentrista e anti-comercial, e mesmo assim chegou ao topo das paradas. O instrumental funkeado com toneladas de samples e loops excêntricos culminam num caldeirão sonoro intenso e potente. Clássico total.

02 – Ice Cube – You Can’t Fade Me

Após sair do N.W.A., Ice Cube lança seu primeiro álbum solo, o “AmeriKKKa’s Most Wanted”. Produzido pelo The Bomb Squad, o mesmo time produtor do Public Enemy, o disco atinge um grande sucesso de crítica e de vendas. Gangsta rap furioso e pesado, numa das obras seminais do gênero. “You Can’t Fade Me” contém samples de Parliament e Kool & the Gang. Funky!

03 – A Tribe Called Quest – Bonita Applebum

O quarteto do Queens formado por Q-Tip, Phife Dawg, Ali Shaheed Muhammad e Jarobi White lançou em 90 seu primeiro disco, “People’s Instinctive Travels and the Paths of Rhythm”. Na ocasião não fez um grande sucesso, mas ao longo dos tempos sua influência se tornou impressionante. Após o De La Soul e o Jungle Brothers, o ATCQ é o que há de mais importante no nascimento do rap alternativo. Q-Tip e Phife Dawg rimavam sobre assuntos nunca antes abordados pelo rap, tais como sexo seguro, saúde pública, alimentação saudável, entre outros temas positivos.

04 – Paris – Scarface Groove

O californiano Paris foi outro nome forte a lançar seu primeiro álbum em 90. Com influência do Black Nationalism e dos Panteras Negras, Paris era um MC militante, com letras socialmente e politicamente conscientes. O disco “The Devil Made Me Do It” é um petardo, e merece ser redescoberto.

05 – Eric B. & Rakim – Let the Rhythm Hit ‘Em

Em seu terceiro álbum, o duo continuava mais afiado do que nunca. Liricamente não há o que dizer de Rakim, mestre dos mestres, e a produção do disco também é excelente (incluindo a participação de Large Professor). A faixa escolhida leva o mesmo nome do álbum e foi o single de maior sucesso dos três lançados na ocasião.

06 – Lord Finesse & DJ Mike Smooth – Funky Technician

Rapper e produtor do Bronx, Lord Finesse foi o fundador do D.I.T.C. (Diggin’ in the Crates Crew), coletivo que já contou com Big L, Diamond D, Fat Joe, O.C., Buckwild, Showbiz e A.G., só lendas do Hip-Hop! “Funky Technician”, nome do disco e da música escolhida, é o debute de Lord Finesse e também pode ser considerado o primeiro álbum da D.I.T.C., já que conta com a presença de Showbiz e Diamond G na produção (além de DJ Premier), e A.G. nos vocais de duas músicas. Rap novaiorquino na sua mais pura essência e de altíssima qualidade.

07 – Intelligent Hoodlum – Back to Reality

O veterano do Queens Tragedy Khadafi iniciou sua carreira como Intelligent Hoodlum, nome que também foi dado ao seu álbum de estréia. Com produção de Marley Marl e Large Professor, temos outro clássico aqui, com ótimos beats e letras conscientes. Khadafi ajudou e influenciou muita gente importante, tais como Cormega, Mobb Deep, Capone-N-Noreaga e Nas.

08 – LL Cool J – Mama Said Knock You Out

O sucesso não era uma novidade para LL Cool J, porém ele andava meio esquecido em 90 quando lançou seu quarto disco, “Mama Said Knock You Out”. Parafraseando um texto do livro “1001 Discos para Ouvir Antes de Morrer”, “a revolução política do Public Enemy deixou o seu auto-engrandecimento fora de moda”. Era preciso se reinventar e mostrar que continuava relevante no jogo. LL conseguiu isto com folga, neste que talvez seja o seu melhor trabalho. Produção de Marley Marl, e envolvendo disparos contra Kool Moe Dee, MC Hammer e Ice-T.

09 – Brand Nubian – Step to the Rear

Grand Puba, Sadat X e Lord Jamar eram os MCs, enquanto Alamo era o DJ deste quarteto de Nova Iorque. Debutando com o disco “One for All”, apresentaram um dos mais aclamados discos do Hip-Hop alternativo dos anos 90, com letras politizadas e bem-humoradas. A faixa “Step to the Rear” é inteiramente performada por Grand Puba.

10 – Above the Law – The Last Song (Ft. Dr. Dre, Eazy-E & MC Ren)

Cold 187um, Total Kaos, KMG the Illustrator e Go Mack formavam o Above the Law na época. A história do grupo é totalmente atrelada ao N.W.A., tendo Eazy-E e sua Ruthless Records por trás do lançamento do primeiro disco deles, “Livin’ Like Hustlers”. Cold 187um se considera um dos pais do G-Funk, e diz que Dr. Dre foi largamente inspirado pelo som do Above the Law antes de produzir o clássico “The Chronic” em 92.

11 – Kool G Rap & DJ Polo – Bad to the Bone

No segundo disco da dupla, o Kool Genius of Rap (sim, o G de seu nome não significa gangster e sim gênio, embora tempos depois ele tenha mudado para Giancana, em homenagem ao mafioso Sam Giancana) se consolida como um dos mais técnicos MCs do jogo. O disco “Wanted: Dead or Alive” é puro Mafioso Rap e a faixa “Bad to the Bone” conta com a produção de Eric B., Large Professor e do próprio Kool G Rap.

12 – EPMD – Rampage (Ft. LL Cool J)

“Business as Usual”, o terceiro disco do duo, não é tão aclamado quanto os dois primeiros, mas continua sendo um rap hardcore e funky de primeira linha. Redman foi lançado ao mundo neste disco, o que por si só já é um evento. A faixa escolhida, “Rampage”, foi um grande sucesso e conta a participação de LL Cool J.

13 – Masta Ace – Brooklyn Battles

Outra estréia de peso em 1990. Masta Ace chamou atenção em sua participação na “The Symphony” de Marley Marl em 88, e dois anos depois lançou seu primeiro trabalho, “Take a Look Around”. Apresenta letras complexas, temas diferenciados, e produção de Marley Marl e Mister Cee. “Brooklyn Battles” é uma das faixas mais sérias do disco e relembra a época em que Masta Ace morava em Brownsville, uma das quebradas mais sinistras do Brooklyn.

14 – Poor Righteous Teachers – Rock Dis Funky Joint

Os MCs Wise Intelligent e Culture Freedom, e o DJ Father Shaheed, formavam o Poor Righteous Teachers, de New Jersey. “Rock Dis Funky Joint” foi o único hit do álbum de estréia “Holy Intellect”. Hip-Hop politizado, consciente, e com influências de jazz. Infelizmente o DJ Shaheed faleceu num acidente de moto em 2014. Wise Intelligent continua na ativa e entrou pra lista da revista Complex sobre os 50 MCs mais subestimados de todos os tempos, ficando em 23º lugar (quem quiser conferir a lista, que é bem interessante, clique aqui).

15 – Digital Underground – The Humpty Dance

Mais de trinta artistas já passaram pelo Digital Underground, mas o fundador e líder do grupo californiano foi o rapper e mago da produção Shock G. “Sex Packets” foi o debute do grupo em 1990, um disco conceitual construído em torno de um comprimido que proporciona uma experiência de sexo virtual! Shock G possuía um alterego chamado Humpty Hump, e no super hit “The Humpty Dance” é Hump quem domina a faixa. Sexo, funk e humor numa produção impecável com utilização de instrumentos reais. Lembrando que no ano seguinte Shock G lançou ninguém mais ninguém menos que 2Pac na faixa “Same Song”.

16 – Too $hort – The Ghetto

Um dos pioneiros da West Coast, o veterano Too $hort já lançou quase vinte discos ao longo de sua longínqua carreira. Em 1990 saía seu terceiro álbum, “Short Dog’s in the House”, um dos seus melhores trabalhos, e uma obra fundamental no desenvolvimento do G-Funk. Inclusive a capa do disco é pura inspiração para o “Doggystyle” do Snoop Dogg. As letras iam do socialmente consciente até o mais puro sexo explícito, e “The Ghetto” representa o lado mais sério de Too $hort, falando sobre a vida dura nas quebradas.

17 – D-Nice – Call Me D-Nice

DJ, beatboxer, rapper, produtor e fotógrafo do Bronx, que integrou o Boogie Down Productions ao lado de KRS-One e Scott La Rock. Sua carreira como rapper fora do Boogie Down foi curta, lançando apenas dois discos, um em 90 e outro em 91. “Call Me D-Nice” foi um sucesso.

18 – K-Solo – Fugitive

Rapper do Bronx que foi integrante do coletivo Hit Squad, juntamente com Redman, EPMD, Das EFX e Keith Murray. Assim como D-Nice, teve uma carreira curta lançando apenas dois álbuns, um em 90 e outro em 92. Ficou famoso pela sua treta maligna com DMX, chegando a procurar o UFC na tentativa de marcar uma luta contra seu desafeto. Sobrou até pra mãe de DMX, que K-Solo diz ter mantido relações sexuais e transmitido doenças a ela. Quanta classe e elegância.

19 – Big Daddy Kane – Cause I Can Do It Right

O terceiro álbum do Big Daddy não está entre seus melhores trabalhos, mesmo assim possui ótimas faixas como esta “Cause I Can Do It Right”. Kane foi um dos melhores MCs de sua época e sempre merece ser lembrado e comentado.

20 – The Jaz – The Originators (Ft. Jay-Z)

Finalizando esta compilação com o melhor de 1990 não poderia faltar The Jaz (a.k.a. Jaz-O) e seu pupilo Jay-Z dando um show de ‘double-time flow’. Infelizmente os dois entraram numa grande briga posteriormente, mas a importância de Jaz na carreira e no estilo de Jay-Z é enorme, tanto que na faixa “I Do It For Hip Hop” do Ludacris, Jay-Z reconhece mesmo com a treta rolando: “Shout out to Grand Master Flash and to Caz and even Jaz’ bum ass”. Como produtor The Jaz trabalhou com nomes como Group Home, M.O.P., Ras Kass, Rakim, Kool G Rap, etc., além de várias faixas do Jay-Z antes do desentendimento.

2 Respostas para “Keep Ya Ears Up: Best of 1990

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s