A beleza da fragilidade

yzalu-02Há alguns dias, Yzalú finalmente revelou a capa de seu tão esperado álbum,  ‘Minha Bossa É Treta’. Aliás, o RAPLOGIA trocou uma ideia com a artista musical no finalzinho do ano passado, o que certamente foi uma honra pra toda equipe do blog. Mas vamos nos focar sobre o lançamento da capa e o que ela representa na caminhada da artista e também para o cenário do rap. Pra quem acompanha a carreira da Yzalú, sabe do respeito que ela tem de toda a cena, não é à toa o fato de ter ganhado a composição de ‘Mulheres Negras’ diretamente das mãos do Eduardo. E todos que conhecem o som certamente se emocionaram com a performance que a artista realizou. Inclusive num show, Yzalú não conteve tamanha a emoção, e suas lágrimas vieram abaixo. Um fato que mostra sua paixão pela música, e o mais bonito de tudo, é que não tem medo de revelar suas emoções e fragilidades, algo que muitos tem um pé atrás quando se trata de revelar seu âmago para os ouvintes. Muitos artistas passam uma carreira inteira se escondendo atrás de uma casca, mas é claro que isso não é tão fácil de se desprender, afinal quando se revela coisas pessoais deve-se estar preparado para julgamentos. Infelizmente muitos ainda não enxergam a beleza que há em mostrar seu lado humano. Não, as pessoas querem que você pareça com um robô, deve-se ser perfeito, sem falhas, erros e fragilidades.

Ouvir um artista disposto a entregar através de sua voz toda sua dor, emoções, imperfeições é extremamente bom. É no lado mais humano que nos identificamos, afinal não somos deuses e nem santos, ainda que muitos queiram parecer isso, mas no fim das contas, todos cometemos erros e somos cheios de fragilidades.

Escutar álbuns pessoais é sempre reconfortante, mas quando me refiro a esses projetos, quero dizer pessoais de verdade, com os artista deflorando suas respectivas almas, sem medo de julgamento, mas sim com um único pensamento em mente, entregar toda sua verdade sem qualquer tipo de hesitação. E parece que nesse ano, ‘Minha Bossa É Treta’ promete cumprir esse desafio, para a sorte dos fãs de boa música, Yzalú parece estar se encaminhando para sua mais profunda entrega, enquanto mulher e artista. A capa do álbum é sobre se revelar, principalmente no quesito fragilidade, afinal Yzalú está nua, mostrando sem medo a prótese que tem na perna direita, seu corpo e violão fundem-se numa só esfera, é como se a artista soltasse um grito de liberdade, exaltando toda sua naturalidade, tanto para sua imagem como também para sua música. E quando sabemos que o lançamento do álbum sai no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, tudo se torna ainda mais claro e empolgante. O difícil para os ouvintes agora é segurar a ansiedade para ouvir o álbum por completo, mas ao mesmo tempo, é bom brincar com o nosso imaginário sobre o que virá pela frente de uma das novas promessas do universo musical.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s