Review: Skepta coloca o grime em evidência com Konnichiwa

Skepta - Konnichiwa-cover

Skepta já tem alguns anos de estrada e é considerado um dos grandes artistas atuais do grime, variação do hip-hop feita no Reino Unido que teve como um dos seus principais difundidores o artista Dizzee Rascal na última década com os seus discos Boy In Da Corner e Showtime.

Konnichiwa é o quarto disco do rapper londrino Skepta, que em 2016 chamou a atenção pela sua amizade com Drake, o que rendeu um som com WizKid, e animou quem correu atrás dos seus trabalhos antigos. Os encontros com o canadense registrados nas redes sociais, mostram-se ser sobre negócios da OVO no país e podem envolver o selo de Skepta.

Pode não parecer, mas Konnichiwa é um grande marco dentro da música de rua britânica. Raramente um disco de grime tem uma recepção tão boa como o trabalho de Skepta fora do Reino Unido. Skepta usou muito bem suas conexões na América para difundir seu trabalho nos ouvidos do público mal acostumado ao estilo.

Bem produzido, Konnichiwa é um trabalho e tanto tecnicamente falando. Quase inteiramente produzido por Skepta, os instrumentais não arriscam nada fora das influências do grime – principalmente o dancehall, UK garage e o house. Há espaço também para o hip-hop, é claro, porém o disco não nos traz nada parecido com o que já ouvimos de um artista americano. O que é um dos seus grandes trunfos.

Nem as participações de A$AP Nast, A$AP Bari ou Pharrell Williams destoam a sonoridade aqui criada por Skepta, que nos brinda com punchlines agressivas e críticas sobre as ruas.

A imprevisibilidade do projeto faz com que cada som seja uma nova descoberta. Shutdown, single principal de Konnichiwa, empolga e ao chegarmos em It Ain’t Safe temos algo totalmente diferente. Ladies Hit Squad também inova, e chega a ser cômica ao ouvirmos A$AP Nast e sua “versão” de Hotline Bling.

É possível que no fim do ano, um artista britânico esteja brigando para ter um dos melhores trabalhos de 2016, afinal, o resultado faz de Konnichiwa um dos grandes favoritos para isso. Caso você não tenha ouvido o disco ainda, corra atrás nas plataformas de stream – e aproveite ouvindo outros artistas do grime.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s