Raplogia Entrevista: Flávio Renegado

O rapper de Belo Horizonte (MG) tem 3 discos, sendo o último, Outono Selvagem, lançado este ano.

No início deste mês, ele também fez uma canção para homenagear grandes personalidades do cinema brasileiro que faleceram em 2016, como Hector Babenco, Marília Pêra, Elke Maravilha, entre outros.. A faixa foi produzida por Rafael Mike, do Dream Team do Passinho.

Entre as principais influências do artista, estão os Racionais MC’s. Saiba mais sobre a carreira de Flávio Renegado aqui.

Sem mais delongas, vamos para as perguntas!

5z0a0770

Imagens por Bárbara Dutra

1 – Como surgiu a ideia de homenagear essas grandes personalidades do nosso cinema?

O convite surgiu da direção do evento. Fiquei pensando como poderia ser essa homenagem e quis retratar a obra das pessoas para fazer alusão ao legado que eles deixaram. Por isso que a letra sempre faz referência aos filmes e documentários que essas personalidades deixaram para a gente.

 2 – Você parece bem familiarizado com filmes, parece gostar de cinema. Tem como nos revelar seu top 5 de filmes favoritos?

Cidade de Deus
Ilha das Flores
Volver – Almodovar
Menino Maluquinho
A lista de Schindler
3 – O disco Outono Selvagem saiu no meio do ano com algumas participações de peso. Como foi o desenvolvimento desse disco, a produção musical e o que ele tem de diferente dos anteriores?
 
A diferença está na concepção do disco, é o primeiro disco temático que eu faço. Ele traça o paralelo entre os pecados e as virtudes, cada faixa fala de um pecado ou uma virtude. Para mim, foi ótimo desafio. A produção musical eu mesmo estou assinando.

4 – Você teve um projeto aprovado no ano passado para a captação de quase 400 mil reais via Lei Rouanet para a sua turnê de circulação do DVD “#Suave ao vivo”. Eu queria que você falasse sobre esse incentivo do governo, que é muito raro na cultura hip-hop: na sua opinião, por que não é tão comum ver os rappers terem esse tipo de incentivo do estado?

O hip hop precisa ser respeitado como cultura. Cultura não é apenas música erudita ou pop. Nós temos os mesmos direitos do cara que faz um filme de comédia ou do grupo que toca MPB. Por que não usá-los? Temos que construir caminhos.

5 –  Na faixa “Renegado” você colocou muito da tua vivência nas letras e eu achei que ficou bem evidente essa parada. Queria que você falasse mais sobre a tua experiência fora do Brasil, porque tem um trecho dessa letra que fala o seguinte:
“Conheci Los Chicos que lutam lá mesma guerra”
Quem são esses chicos? Queria que você detalhasse melhor essa passagem da letra, que me parece ter sido uma experiência bem interessante.
 
Parte da inspiração dessa música veio quando fui a primeira vez à Cuba. Tive a oportunidade de conhecer um pouco mais da América Latina, e ver a necessidade do Brasil estabelecer diálogo com essas outras nações.

img_7200

A próxima pergunta é a saideira, espero que tenham gostado!

6 – Você poderia destrinchar uma letra sua ou de algum artista que você admire?

Além do Mal
compositores: Flávio Renegado/Alexandre Carlo
Pecado: Inveja
Acordes: Cm/ Ab7/ G7

Sobrevivendo entre hienas e leões

Intacto ao naufrágio das embarcações
De leve o vento me levou para outro lugar
Aonde o mal não vai alcançar      2x
Prossigo e sigo convicto, empenho no meu oficio
Acredito com tanta fé que morro e mato por isso
Posso soar agressivo quando os meus versos registro
Mais sou assim opinião e presença de espirito
Mas cego segue, perdido e sem direção
Virou prisioneiro da sua propria presunção
Se olha no espelho, não consegue ter a visão
Pois vive uma vidinha fake, e sem emoção
Agradeço Jha tudo que me é concedido
Love, life, family assim eu sou conduzido
Pra quem vive a vida, o retorno e garantido
Poder e luz encontrarás pelo caminho
“Feche os olhos e viaje nesse som
Positive vibration vai trazer algo de bom
Nosso sorriso supera a guerra
E sem medo caminhamos entre as ferras”
 

Sobrevivendo entre hienas e leões

Intacto ao naufrágio das embarcações
De leve o vento me levou para outro lugar
Aonde o mal não vai alcançar      2x 
Considera muito pouco tudo o que tem
Não cabe no proprio corpo, sossego se pá nem
Deseja o que é do outro só pra descartar também
Sempre esta na Bad quando o próximo está bem
Seca pimenteira só pesa e não agrega
Como minha alma é free, invejoso mira e erra
Eu não vou mentir, sou da paz e não a guerra
Mais faço na mão se pela saco falar merda
Nas ruas não tem lei, eu conheço a demanda
Mais dos becos que eu vim tu não dura um semana
*Sei quem é amigo, inimigo sai de banda
Mas se quiser conferir, nois não berrega e nem desanda

Sobrevivendo entre hienas e leões

Intacto ao naufrágio das embarcações
De leve o vento me levou para outro lugar
Aonde o mal não vai alcançar      2x 
Uma reflexão sobre o pecado da inveja, traçando diferentes olhares sobre a construção e a descontração deste pecado
A inveja pode ser um mal olhado sobre as qualidades ou aquisições do outro, mas também pode ser uma base para estipular metas e objetivos de vida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s