Festival O Fino da Zica #02: um sábado inteiro de rap no Glicério

finodazica2

O Fino da Zica  promoveu seu segundo festival neste sábado (18) e contou com diversas atrações como: Mano Moneys (acompanhado da rapa do Hip-Hop Grajauense), DJ Makō, a rapper Lívia Cruz e o grupo Senzala Hi-Tech. O primeiro  aconteceu no dia 19 de novembro do ano passado, na Matilha Cultural.

Pra quem não conhece, O Fino da Zica é um canal de youtube que promove entrevistas mensais  com rappers brasileiros. A equipe é formada por sete membros: João Bourroul, Filipe Campos, Murilo Aquino, Rafael Padu, Pedro Pimenta, Gabriel Ximenes e Thales Mascarenhas.

A primeira entrevista do ano sairá em março, com a rapper Lívia Cruz. O canal disponibilizará uma entrevista por mês em 2017, assim como no ano passado.  A segunda temporada do programa começa em março e terá dez entrevistados no total, um a mais que em 2016.

De volta ao rolê. O evento ocorreu na galeria Pico, em SP, perto da Estação Liberdade, das 16h30 até às 23h.

Rolou bastante coisa na segunda edição do festival além dos shows citados, como uma pequena amostra da Batalha Racional com o pessoal da Kush Crew que somou junto com alguns e algumas MC’s de talento que alternavam suas rimas entre beats tradicionais de batalha e um beatbox feito pelo rapper/ beatboxer Matano. Mais tarde também rolou uma pequena apresentação de alguns b-boys e uma b-girl. Em dia de blocos de carnaval em SP, o Cordão da Terra também fez uma curta apresentação um pouco antes do show da Lívia.

Mano Money’s foi outro dos convidados do festival, além de se apresentar ele também trouxe alguns parceiros como Zig do Xangri, junto com alguns participantes do projeto Hip-Hop Grajauense. Também confidenciou pro público que tá trampando em um material novo que pretende lançar em breve.

O show da Lívia começou lá para às 22h30. Ela se apresentou acompanhada do DJ Makō e cantou músicas como: “Eu Tava Lá”, “Ordem na Classe”, “Engatilhadas”, “Muito Mais Amor”.

Entre as pessoas que estiveram presentes no evento se destacavam: a mãe Raquel, 33, e sua filha Mariana, 13, as duas curtem bastante os sons da Lívia. Apesar da pouca idade, Mariana também costuma colar sozinha em shows de rap e conta que desde sempre curtiu o gênero. “Sempre tive discos de rap, inclusive tenho da Lauryn Hill em casa”, comentou.

Eric Silva, 26, foi outro que compareceu no festival por admirar a cena de rap feminino atual. Ele também gosta do som do Senzala Hi-Tech, o último grupo a se apresentar na noite de sábado. “Curti muito o EP do Senzala e o último clipe que lançaram”, disse.

O show do Senzala fechou a noite, eles tocaram músicas do seu EP e também anunciaram um disco novo a ser lançado ainda este ano. O grupo encerrou sua apresentação às 23h.

O rolê foi produtivo, quem foi aproveitou, curtiu bastante e saiu satisfeito com o que presenciou nesse sábado histórico para o Fino da Zica e os fãs do rap em geral. Um ótimo jeito de se inaugurar a segunda temporada do canal que está de cara nova para esse ano de 2017.

ofinodazica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s