O Rap pelo mundo – Argentina

Nesta nova série de reportagens, vou destacar os principais artistas que cantam rap fora do eixo Brasil-Estados Unidos, no intuito de oferecer novas opções, com diferentes musicalidades, para curtir um som maneiro.

O primeiro país escolhido foi a Argentina porque, além de estar próxima ao nosso país, possui diversos talentos desconhecidos pelo público brasileiro, assim como  o rap latino-americano em geral. Agora, mãos à obra!


emanero

Emanero

Federico Andres Gianonni, mais conhecido como Emanero, começou a produzir as próprias músicas com 15 anos de idade. Em 2006, lançou o primeiro disco de estúdio, Bienvenidos a mi mundo. Seu trampo mais recente é o álbum Tres, lançado em 2014, além do single e videoclipe de El Temblor.

Considerado um dos maiores talentos do rap argentino, o MC também aparece numa colaboração com Coruja BC1 na faixa Minhas Razões.

actitud maria martaActitud María Marta

A banda criada em 1995 por Malena D’Alessio e Alicia Dal Monte, também conhecida como Alika, é uma mistura de rap com rock, reggae e ritmos latino-americanos/jamaicanos.

Em 2013, o grupo, que tem 3 álbuns de estúdio, veio ao Brasil para se apresentar no festival Cena Contemporânea, realizado em Brasília. A formação atual tem como integrantes a dupla de cantoras Malena D’Alessio e Karen Pastrana, além de DJ Black e Virginia Marques.


dtokeDToke

Famoso pelas rodas de freestyle, DToke ganhou notoriedade com os vídeos virais no YouTube das batalhas da Underground Halabalusa. Em 2013, foi campeão internacional da Batalla de Los Gallos, competição patrocinada pela RedBull que reúne os melhores MCs de língua espanhola do mundo.

No ano seguinte, o integrante da Primera Mancha Crew estreou com a mixtape Atrapa El Track, muito aguardada pelos fãs argentinos. Entre as músicas mais recentes do rapper estão as faixas El Mismo Faro e Mi Verdad.


mustafa yodaMustafá Yoda

Representante da velha escola do rap argentino, Mustafá Yoda deu os primeiros passos no rap com o grupo La Organización, fundado em 1998.
Posteriormente, o rapper deixou o coletivo e seguiu carreira solo, gravando 4 discos e uma participação no compilado Sacando agua del desierto.

Todos os lançamentos foram pelo selo independente Sudamétrica, criado pelo próprio Mustafá. Destaque para o disco Cuentos de chicos para grandes, eleito um dos 50 melhores álbuns de 2004 pela revista Rolling Stone da Argentina.


frescolate

Frescolate


Um dos MCs mais completos da lista, Frescolate começou a carreira no hip-hop como B.Boy aos 13 anos. É considerado uma celebridade na Argentina e também é comediante.

Após ganhar diversas competições de breakdance, Fresco decidiu cantar rap e em 2005 sagrou-se campeão internacional da primeira Batalla de Los Gallos. O último disco do artista foi o álbum R.A.P, lançado em 2012.

Também vale a pena conferir: Mala Semilla, Escuadrón de Rimas, Armamentales, Sony e Chilli Flow Parker.

Se você curtiu essas dicas, fique ligado, porque em breve haverão novas sugestões de MCs estrangeiros ao redor de todo o planeta. ¡Adiós!

Uma resposta para “O Rap pelo mundo – Argentina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s